Blog

Mais de 500 oportunidades de emprego para pessoas com deficiência

Foram criadas 509  oportunidades de trabalho pelo Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (PADEF) do Estado de São Paulo, gerido pela Secretaria de Estado do Emprego e Relações do Trabalho (SERT). Tem vaga de trabalho em São Paulo (411 vagas), na Região Metropolitana de São Paulo (83), em Campinas (05), Ribeirão Preto (02), São José do Rio Preto (02), no Vale do Paraíba (03) e no Estado do Rio de Janeiro (03).

Acesse agora e confira. Para participar, basta fazer cadastro no site do Emprega São Paulo. Também dá para fazer cadastro nos Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs), Poupa Tempo ou na sede do PADEF (Rua Boa Vista, 170 – 1º Andar – Bloco 4 – Centro – São Paulo).

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

É necessário apresentar RG, CPF, PSIS (se tiver), carteira de trabalho, laudo médico com o Código Internacional de Doenças (CID) e Audiometria (no caso de deficiência auditiva).

Fonte: Catraca Livre

Ônibus acessíveis e calçadas com piso tátil em Curitiba

Há algumas dezenas de anos, todos nós cansamos de ouvir Curitiba associado à expressão “cidade modelo”. Pelo visto não foi sem fundamento. Atualmente, Curitiba mantém altos índices de educação, ostenta o menor índice de analfabetismo e a melhor qualidade na educação básica entre as capitais do Brasil. Curitiba foi até citada, em uma recente pesquisa publicada pela revista Forbes, como a terceira cidade “mais sagaz do mundo”, capaz de se preocupar simultaneamente em ser ecologicamente sustentável, oferecer qualidade de vida à população, ter boa infra-estrutura e ainda manter seu dinamismo econômico.

Do ponto de vista da acessibilidade, a capital paranaense também é referência. De acordo com o estudo Mobilize 2011, que  fez uma fotografia da mobilidade urbana sustentável em várias capitais do país, Curitiba aparece como a cidade melhor preparada quanto à existência de ônibus municipais acessíveis a pessoas com deficiência físicas. 90% da frota de ônibus que circulam na cidade estão adaptados para transportar com conforto e segurança pessoas com algum tipo de mobilidade reduzida. Além deste aspecto de boa infra-estrutura, a cidade recebeu nota máxima, numa escala que varia de 0 a 10. São Paulo, por exemplo,  tem menos que 45% de sua frota de ônibus devidamente preparada para pessoas com deficiência e recebeu nota 3,3.

O gráfico a seguir mostra o ranking das cidades em percentual de ônibus acessíveis, assim como as notas de avaliação (ao lado).

Mobilize2011_OnibusAcessiveis

PARA QUEM ANDA A PÉ OU CADEIRA DE RODAS

Outra boa notícia que vem também lá do Paraná é que foi protocolado recentemente na Câmara Municipal de Curitiba (PR) um projeto de lei que determina a instalação de piso tátil ao redor de postes, lixeiras, orelhões e quaisquer equipamentos públicos que sejam obstáculos ao tráfego de pessoas com deficiência visual. Segundo o vereador Valdemir Soares (PRB), idealizador do projeto, “todo equipamento permanente a ser instalado em calçadas, parques, praças, passeios públicos e outras áreas de circulação de pessoas deverá ser circundado por piso tátil, sensível ao contato das pessoas com deficiência visual”. Vamos torcer para que o projeto de lei seja votado e que assim beneficie alguns milhares de cidadãos que vivem na “cidade modelo” do país.

pisopodotatil

Fontes: Mobilize, Qsocial e Wikipedia

Voto do bem

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nestas próximas eleições o número de seções eleitorais adaptadas para pessoas com deficiência aumentará 80% em relação a 2010. Neste ano, serão oferecidas quase 18 mil seções para atender mais de 169 mil eleitores. Em 2014, haverá, em média, 4,6 eleitores com deficiência por seção eleitoral especial, contra a média de 9,4 eleitores registrada em 2010. Ou seja, mais comodidade e conforto na hora do voto.

De acordo com dados do cadastro nacional de eleitores, pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida são em maior número entre os eleitores votantes, seguido de pessoas com deficiência visual.

No estado do Rio de Janeiro, há também o Programa de Acessibilidade da Justiça Eleitoral, o qual prevê a retirada de obstáculos das seções eleitorais, além do treinamento dos mesários para auxiliar o voto das pessoas com deficiência. Show de bola!

Fonte: www.osaogoncalo.com.br

Mara Gabrilli inaugura seu comitê em São Paulo

Ontem estivemos na inauguração do comitê da deputada federal Mara Gabrilli, do PSDB, em São Paulo. O evento reuniu 300 pessoas, entre eleitores, fãs, parceiros e profissionais da imprensa offline e online. Além disso, contou com a presença do candidato à Presidência da República, o senador Aécio Neves, o candidato a senador, José Serra, e o governador Geraldo Alckmin, candidato à reeleição.

IMG_7136Comite Mara Gabrilli

Os presentes puderam conhecer um pouco mais os projetos e a vida da deputada, além de conferir o que ela já realizou em prol das pessoas com deficiência desde que entrou na política. O evento foi marcado por um clima de muita alegria e alto astral. Para conferir as fotos do evento, acesse www.flickr.com/maragabrilli ou facebook.com/maragabrilli

A trajetória política de Mara se iniciou em 2005, como primeira titular da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida (SMPED), onde desenvolveu dezenas de projetos para a cidade de São Paulo: aumento de 300 para cerca de 3 mil do número de ônibus acessíveis; reforma de 400 quilômetros de calçadas adaptadas, inclusive na Avenida Paulista, que se tornou modelo de acessibilidade na América Latina; criação de 39 núcleos municipais de reabilitação e saúde auditiva; emprego de mais de mil trabalhadores com algum tipo de deficiência; desenvolvimento das versões em braile (ou áudio) de todos os livros das Bibliotecas Municipais (Ler pra Crer).

Entre fevereiro de 2007 e janeiro de 2011, atuou na Câmara Municipal de São Paulo e protocolou 60 projetos de lei. Sete destes foram aprovados e viraram Leis Municipais. Dentre eles:

– Central de Intérpretes de Libras e Guias-Intérpretes para Surdocegos (Lei 14.441/2007);
– Programa Municipal de Reabilitação da Pessoa com Deficiência Física e Auditiva (Lei 14.671/2008);
– Plano Emergencial de Calçadas (PEC), que permite que a Prefeitura reforme e revitalize as calçadas em vias estratégicas onde estão localizados os serviços públicos e privados essenciais à população – correios, escolas, hospitais, etc (Lei 14.675/2008);
– Programa Censo Inclusão, que prevê um levantamento detalhado com perfil sócio-econômico dos cerca de 1,5 milhão de pessoas com deficiência na capital paulistana (Lei 15.096/2010).

 Atualmente, Mara Gabrilli é deputada federal por São Paulo, membro titular da Comissão de Educação e Cultura, na Câmara dos Deputados, e é suplente da Comissão de Seguridade Social e Família e da Comissão do Plano Nacional de Educação (PNE).

 

Fontes: Wikipedia e maragabrilli.com.br

Pernambuco Sem Barreiras

Com o objetivo de tornar-se um destino turístico mais acessível para pessoas com deficiência, a Secretaria do Turismo de PE (Setur-PE), lança a Cartilha da Acessibilidade através da Empresa de Turismo de Pernambuco (Empetur). A ação faz parte do programa Turismo Acessível – Pernambuco Sem Barreiras, que inclui também outros projetos como o Praia Sem Barreiras, Qualificação em Acessibilidade e a distribuição do guia “PE de um a oito dias” em braile. A cartilha expõe o tema acessibilidade de modo simples e apresenta as medidas acessíveis que banheiros, quartos de hotel, áreas de lazer e meios de transporte necessitam possuir.

“Estamos procurando preparar tanto os profissionais que trabalham em hotéis, pousadas, bares e restaurantes e os equipamentos para que possamos receber bem as pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. O turismo é universal, um direito de todo brasileiro”, afirmou o secretário do Turismo de Pernambuco, Romeu Baptista. A previsão é de que até o fim de dezembro, todo o trade turístico do Estado esteja com a cartilha. Já foram distribuídas 5.000 cartilhas para o trade turístico de todo o Estado.

Parabéns aos envolvidos! Ponto para o governo de Pernambuco! Que sirva de exemplo para os demais estados da federação.

 

Cartilha da AcessibilidadeCartilha da Acessibilidade2

Fonte: Secretaria de Turismo de Pernambuco

Belo Horizonte mais acessível

Boas notícias para quem vive e visita a capital das Minas Gerais. O metrô da capital recebeu recentemente um aporte de aproximadamente R$ 2 milhões da Companhia Brasileira de Trens Urbanos destinado a obras de acessibilidade para pessoas com deficiência.

Continuar lendo “Belo Horizonte mais acessível”